Qual a importância de ter relacionamentos saudáveis?

Somos seres sociáveis, precisamos do convívio, do contato com outras pessoas. Também é comum buscarmos aprovação social.

 

Sermos aceitos, fazer parte de algo, está relacionado à nossa necessidade de associação, a necessidade de estarmos nos relacionando com pessoas que tenham gostos, valores e ambições parecidas com as nossas.

 

Tudo isso é muito importante para o ser humano, para que ele possa encontrar e se identificar com a sua tribo, seu grupo de afinidades, encontrar pessoas que sintam as mesmas coisas, que discutem os mesmos temas.

 

Quais os tipos de pessoas que precisamos em nossa vida? 

As pessoas que devemos ter conosco, em nossa caminhada, são as pessoas que acreditem em nós, em nosso potencial, em nossos sonhos. Pessoas que nos aceitem como somos, que se identifiquem com nossa essência e que acreditem em nossas potencialidades.

É maravilhoso quanto temos sonhos e podemos compartilha-los com pessoas que imediatamente se engajam, se entregam para realiza-los juntos.

        Eu posso falar que tenho várias pessoas que se engajam comigo, que dividem meus sonhos. 

        Talvez você que esteja lendo este artigo agora ou que me acompanha nas redes sociais, seja uma destas pessoas. 

        Posso também citar as pessoas que participam dos meus cursos, meu marido, amigos e colegas de trabalho.

E que tipo de pessoa é fundamental ter junto de nós? 

Pessoas que nos estimulem a crescer, a aumentar nosso desenvolvimento, que elevem nossa frequência e que nos impulsionem a sair da zona de conforto. Pessoas que nos provoquem a ser cada dia melhores e que nos façam evoluir.

É primordial olhar em volta e estar cercado de pessoas bacanas, positivas, que tenham ambições e vontade de crescer e se desenvolver, porque estas pessoas te estimularão a fazer a mesma coisa – e você fará o mesmo por elas!

 

Ao contrário disso as pessoas das quais você não precisa são aquelas que sugam suas energias, que te colocam para baixo e fazem com que você não queira evoluir.

 

Todos nós temos vontade e necessidade de associação, de pertencer a um grupo.

 

Essa questão é muito forte, só que temos que lembrar o seguinte: as pessoas que querem ficar embaixo, que não desejam crescer, que querem continuar na zona de conforto, elas também querem pertencer a um grupo, e quando você sair deste grupo, for buscar coisas novas e melhores, essas mesmas pessoas tentarão de puxar de volta, irão dizer para você não se arriscar, que é errado. Te julgarão. 

 

É nossa responsabilidade escolher de qual grupo queremos fazer parte:

Do grupo que nos elevará e impulsionará a novas experiências e conquistas ou do grupo que quer nos manter estagnado, parada no vida, vivendo com pessoas negativas e à base de reclamação.

 

Consiga enxergar e identificar essas pessoas, entender o que realmente elas buscam tendo você próximo à elas.

 

Além de conviver, aprendemos com as pessoas. Com as boas e com as más relações. Tudo é aprendizado.

 

É muito importante observarmos as pessoas que não temos afinidade ou que sentimos certa antipatia.

Olhe com atenção para elas.

Qual aprendizado estas pessoas estão nos trazendo, nos mostrando que tipo de pessoa nós não queremos ser ou como não queremos agir e nos comportar. Que tipo de líder ou colega não queremos ser?

Podemos aprender muito com esses exemplos. Note as pessoas que causam em você alguma rejeição, mal estar ou sensação ruim, e tente entender qual ponto essa pessoa feriu, qual sentimento, ou emoção aflorou a partir do contato com ela. Os incômodos revelados devem ser vistos e analisados com carinho, a fim de melhorarmos nosso autoconhecimento, exercitarmos nossa percepção e assim evoluirmos.

Neste processo de aprendizado é importante também termos uma mentoria. 

Um mentor é alguém para se espelhar. O mentor precisa ser alguém que admiramos e confiamos, que desenvolva um bom trabalho, seja em qual área for, pessoal ou profissional. Conhecendo seus trabalhos, seus caminhos, buscamos juntos traçar os mesmos passos, com muito estímulo e vontade de crescimento. O mentor provoca em nós muitas reflexões e também nos dá muitos chacoalhões, que nos impulsiona a agir, estimula nossa criatividade e vontade de fazer e acontecer, alcançando assim melhores resultados.

O principal: cerque-se de pessoas que te tragam alegria, admiração e uma vontade infinita de crescer, desenvolver e transformar. E seja você esta pessoa para todos que passarem em seu caminho.

 

Viva feliz.

 

Este texto foi extraído do video transmitido ao vivo em 05/12 pelo Facebook da Intentus – Assista aqui ao vídeo.

 

 

 

Compartilhe!