O que é LinkedIn e como utilizá-lo para fazer negócios

O que é linkedin e como usá-lo pra fazer negocios

Você sabe o que é LinkedIn e como utilizá-lo para fazer negócios?

Se você ainda acredita que o LinkedIn serve apenas para quem busca recolocação, saiba: você pode estar perdendo excelentes oportunidades profissionais e de negócios!

 

No decorrer desta leitura você saberá o que é necessário para ter credibilidade e fechar negócios usando o LinkedIn.

 

Uma das primeiras coisas que ensino nos meus processos de mentoria para coaches é como eles podem utilizar a rede para negócios.  

 

Assim que eles dedicam atenção na correta utilização do LinkedIn conquistam rapidamente excelentes resultados e interações, incluindo fechamento de contrato com pessoas e empresas que não conheciam, em menos de 30 dias de uso!

 

Resultados de uma mentorada: + de 250% de crescimento de visualizações do perfil com apenas 1 semana aplicando minhas técnicas e estratégias.
Resultados de uma mentorada: + de 260% de aumento nas visualizações do perfil com apenas 1 semana aplicando técnicas e estratégias que ensino.

 

 

E agora, você quer saber o que é LinkedIn e como utilizá-lo para fazer negócios?

 

Vamos em frente! 

 

Esqueça a venda pela venda. O que funciona na rede é:

  • Estabelecer novas conexões, ampliando sua rede de forma exponencial.
  • Compartilhar sua expertise, ajudando as pessoas e construindo autoridade.
  • Ter um perfil que seja seu portfólio, deixando claro quem você é e o que faz.

 

É sobre isso que abordarei. Então, pra começar, vamos deixar uma coisa bem clara:

 

Pra trabalhar de forma orgânica no LinkedIn (onde são seus conteúdos e interações que atraem novos clientes), esqueça o perfil empresarial. Ele até pode existir para solidificar a sua atuação. Mas será através do perfil pessoal que todo trabalho será realizado. 

 

Pessoas conectam-se com pessoas.

 

E quanto mais você for conhecido e confiável, mas fácil será vender qualquer coisa.

 

Eu sou usuária do LinkedIn desde 2011 e somente no final de 2015 comecei a realmente utilizar a rede social de forma efetiva com três objetivos bem claros:

 

  • Produzir e distribuir conteúdos que ajudem as pessoas a pensarem e planejarem a carreira;
  • Consolidar minha marca pessoal, como especialista em minha área de atuação;
  • Estabelecer novos contatos, parcerias e fomentar negócios.

 

Com um trabalho consistente e planejado, o LinkedIn passou a ser a minha principal rede social orgânica e hoje consigo mensurar ganhos em todos os objetivos ao qual me propus, como por exemplo:

 

  • Visibilidade mensal do perfil acima de 10.000 visualizações, sendo mais de 300 ocorrências em buscas.
  • Mais de 27 mil visualizações de um único artigo publicado.
  • Em um único post, mais de 426 mil pessoas alcançadas, com mais de 400 comentários e 11 mil curtidas.
  • Em uma semana, o canal do LinkedIn Brasil referenciou 2 vezes um artigo meu como sendo material de destaque na plataforma!

 

 

 

 

O que isso me trouxe de retorno? Clientes, parcerias, eventos cheios, entrevista pra televisão e muitos, muiiiitos amigos! 

 

Pra você entender um pouco mais sobre o potencial do Linkedin

 

Em 2017 o LinkedIn alcançou a marca de 500 milhões de usuários, sendo que destes mais de 29 milhões estão no Brasil. Somos o terceiro maior mercado da rede social profissional, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Índia.

 

E você, sabe como se destacar no LinkedIn?

 

São muitas as oportunidades disponíveis no LinkedIn e para potencializar sua atuação na rede é necessário atuar em 3 pilares:

 

  • Possuir um Perfil otimizado e completo, com informações organizadas e bem expostas.
  • Interagir e construir relacionamentos: apoiar e ampliar a sua rede, contribuir com os demais profissionais e participar de grupos.
  • Produzir conteúdos, compartilhar conhecimentos e ideias.

 

Porém, para colher bons resultados, é importante atuar com FOCO e ESTRATÉGIA,

baseado em como deseja se posicionar e quais os resultados quer obter.

 

Ao longo destes anos o LinkedIn passou por várias e consistentes transformações, incorporando ambientes de aprendizagem, editorial de artigos e possibilitando o compartilhamento de vídeos, entre outras mudanças.

 

Assim, a plataforma que já foi vista por muitos como local para busca e oferta de empregos passou a se tornar uma imensa oportunidade para apresentação de soluções, conteúdo, networking e exposição de marca profissional e empresarial.

 

Vamos falar mais sobre isso!

 

#1 – Transforme seu perfil em um Portfólio

 

 

 

Esqueça o famoso currículo.

 

Se você pretende fazer negócios usando o LinkedIn, deve transformar seu perfil num resumo atrativo, claro e diferenciado sobre QUAL SOLUÇÃO REAL VOCÊ ENTREGA e/ou QUAL O SEU VERDADEIRO DIFERENCIAL

 

 

A começar pelo título:

Ele deve falar sobre o que você faz e não sobre qual formação você possui.

 

 

 

 

 

 

Resumo que vende:

Mais uma vez, um bom resumo não é sobre você e sim sobre o que você pode fazer pela pessoa que está lendo. O foco deve estar em três pilares:

  • o que você pode fazer (sua oferta);
  • o que prova que você pode fazer isso (sua bagagem, experiência e realizações);
  • o que te capacita pra isso (seus títulos e  formações).

No resumo é possível inserir links e documentos – use e abuse destes recursos.

 

Histórico Congruente:

Não adianta ter um perfil lotado de formações, experiências, cursos… mantenha o que for congruente, que acrescente às oportunidades que você busca. Nem sempre são apenas os exatamente ligados à atuação, mas sim todos aqueles que tragam competências e habilidades relativas ao seu trabalho atual.

 

 

#2 – Estratégia – O que você busca no LinkedIn?

 

Antes de começar a adicionar todo mundo, antes de postar sobre mil assuntos e antes de compartilhar o que vê pela frente, defina a sua estratégia:

  • Qual o seu objetivo na rede? 
  • Qual o seu público-alvo (com quem você irá se comunicar)?
  • Sobre qual tema quer ser reconhecido?
  • Como quer ser visto?

Lembre-se: o que menos funciona no primeiro momento é a venda pela venda. Cultive relacionamentos e conquiste seu posicionamento.

 

 

 

#3 – Conecte-se!

Devo ou não aceitar todos os pedidos de conexão? Se você quer ter visibilidade, eu defendo que SIM!

O algoritmo das redes sociais funciona de forma exponencial: quando uma pessoa da sua rede curte ou comenta em suas postagens, os amigos dela são notificados. Assim, quanto maior sua rede, mais pessoas – de 1º e 2º nível, verão seus conteúdos, trazendo maior visibilidade. A conexão de 1º nível pode não ter perfil para ser seu cliente, mas o amigo dela, sim.

Vale também buscar suas conexões por afinidades e ir expandindo sua rede de forma ativa.

 

Não adianta apenas expandir a rede, aceitar e incluir pessoas: fale com elas! Crie mensagens de boas-vindas.

ah!

Conexões de 1º nível = pessoas conectadas diretamente a você.

Conexões de 2º nível = conexões (amigos) de pessoas conectadas diretamente a você.

 

#4 – Contribua – e posicione-se como especialista!

 

Na minha opinião, a melhor estratégia para conquistar audiência, ganhar posicionamento e converter seguidores em clientes no LinkedIn é através do Marketing de Conteúdo. 

 

As possibilidades dentro da plataforma são inúmeras e não param de surgir novidades:

 

  • Posts curtos, de até 1300 caracteres, de leitura rápida, que permite o compartilhamento de notícias ou a exposição da sua opinião sobre algum tema ou acontecimento.
  • Artigos mais extensos, onde além de escrever de forma mais aprofundada, é possível citar referências, ilustrar com  apresentações, imagens e vídeos.
  • Vídeos curtos, de até 10 minutos – sejam eles autorais, animações ou um conteúdo legal produzido por outros.
  • Apresentações em power point ou pdf – sabe aquele material bacana que você fez para uma palestra ou reunião? Você pode compartilhar com sua rede.

 

No quesito conteúdo, alguns cuidados são fundamentais:

 

  • Cuidado com plágio ou compartilhamento não autorizado. Muitos materiais possuem direitos autorais, principalmente imagens, vídeos, livros e músicas.
  • Quando o material não for seu, cite o autor.
  • Fique atento para não contribuir com as “fake news”. Apenas compartilhe ou comente sobre assuntos que você tenha certeza de serem reais.
  • Tenha clareza sobre os temas em que deseja ser especialista e fale sobre eles. Melhor postar menos, porém com precisão e conhecimento.

 

Lembre-se: o LinkedIn é uma rede profissional. Cuidado com o conteúdo que você compartilhará!

 

 

Tudo é valido para manter sua rede de contatos aquecida, desde que seja com o foco em ajudar e de forma ética.

 

 

CLIQUE AQUI  para entender como o você pode encontrar CLIENTES qualificados e desenvolver novos negócios no LinkedIn! 

 

 

 

 

#5 – Acompanhe suas métricas e desempenho!

Como em qualquer negócio, acompanhar as métricas do seu perfil e traçar estratégias para melhorá-las sempre, ajudará você a direcionar e ampliar o seu resultado. 

Estabeleça uma rotina de acompanhamento e quais dados precisa checar.

 

 

 

Estas dicas vão ajudar você a ampliar a sua rede e aumentar a sua visibilidade

Entretanto não se esqueça de 3 regrinhas básicas:

 

 

Cuidado com a ortografia – capriche no português, se possível peça para mais de uma pessoa revisar o seu perfil.

 

Seja honesto – não minta e não tente parecer ser quem você não. Também nunca ofereça algo que não possa cumprir ou com interesses “obscuros”. Trate as pessoas e os negócios com clareza e ética.

 

Cuide da sua imagem – as redes sociais devem refletir sua postura profissional no mundo real. Cuidado com discussões que ultrapassem o limite da cordialidade, brincadeiras ou temas impróprios para o ambiente profissional. Na dúvida, pense: você trataria o tema da mesma forma numa mesa de reunião? 

 

 

 

 

 

Para ajudar você a aprofundar no tema criei um curso 100% online e com investimento super, super acessível onde ensino todos os passos para:

 

Planejar sua atuação, construir um Perfil Campeão etapa por etapa, criar conteúdos e fazer pesquisas, interagir com a rede de forma eficiente e muito mais, de forma bem detalhada e prática.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

 

 

 

Compartilhe!

Como se destacar e fazer negócios no LinkedIn

Escrevi este artigo porque a maioria inquestionável dos meus clientes de Coaching (em busca de recolocação ou aumento de resultados profissionais) e Mentoria (criação e expansão de seus negócios), sempre chegam até mim com seus perfis incompletos e desacreditados com o poder que existe no LinkedIn.

 

Assim que dedicam atenção na correta utilização do LinkedIn conquistam rapidamente excelentes resultados e interações!

 

Resultados de uma mentorada: + de 250% de crescimento de visualizações do perfil com apenas 1 semana aplicando minhas técnicas e estratégias.
Resultados de uma mentorada: + de 250% de aumento nas visualizações do perfil com apenas 1 semana aplicando minhas técnicas e estratégias.

 

No decorrer desta leitura você saberá, de maneira prática, exatamente onde e como deve investir seu tempo no LinkedIn.

 

Sou usuária do LinkedIn desde 2011, mas somente no final de 2015 comecei a realmente utilizar a rede social de forma efetiva, e com três objetivos bem claros:

 

  • Produzir e distribuir conteúdos que ajudem as pessoas a pensarem e planejarem a carreira;
  • Consolidar minha marca pessoal, como especialista tem minha área de atuação;
  • Estabelecer novos contatos, parcerias e fomentar negócios.

 

Com um trabalho consistente e planejado, o LinkedIn passou a ser a minha principal rede social e hoje consigo mensurar ganhos em todos os objetivos ao qual me propus.

 

 

Em 2017 o LinkedIn alcançou a marca de 500 milhões de usuários, sendo que destes mais de 29 milhões estão no Brasil. Somos o terceiro maior mercado da rede social profissional, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Índia. E você, sabe como se destacar no LinkedIn?

 

São muitas as possibilidades e oportunidades disponíveis no LinkedIn e para potencializar sua atuação na rede e colher bons resultados é necessário atuar em 3 pilares:

 

  • Possuir um Perfil Campeão, otimizado e completo, com informações organizadas e bem expostas.
  • Interagir e construir relacionamentos: apoiar e ampliar a sua rede, contribuir com os demais profissionais e participar de grupos.
  • Produzir conteúdos, compartilhar conhecimentos e ideias.

 

Abordarei neste artigo como ter bons resultados nestes três pilares.

 

Ao longo destes anos o LinkedIn passou por várias e consistentes transformações, incorporando ambientes de aprendizagem, editorial de artigos e possibilitando o compartilhamento de vídeos, entre outras mudanças.

 

Assim, a plataforma que já foi vista por muitos como local para busca e oferta de empregos passou a se tornar uma imensa oportunidade de apresentação de soluções, conteúdo, networking e exposição de marca profissional e empresarial.

 

 

 

 

Você pode continuar acreditando que o LinkedIn serve apenas para procurar emprego ou…

 

… pode usá-lo como uma excelente ferramenta de colaboração, networking ativo, aprendizado,  fortalecimento de sua imagem e presença profissional e também para conquistar um novo emprego ou novos negócios.

 

 

 

O que você deve ter em mente, antes de escrever seu perfil ou começar a postar e interagir, se deseja se posicionar estrategicamente:

 

  • Qual o seu objetivo na rede? 
  • Qual o seu público-alvo (com quem você irá se comunicar)?
  • Sobre qual tema quer ser reconhecido?
  • Como quer ser visto?

 

 

Depois de refletir, é hora de ir pra ação!

 

 

Para quem está começando ou quer melhorar o perfil, separei algumas dicas fundamentais para o sucesso na rede:

 

 

  1. Mantenha seu perfil atualizado

 

Ter um perfil e nunca atualizá-lo, ou inserir dados incompletos não significa que você está presente de fato no LinkedIn.

É essencial que o seu perfil esteja atualizado e que cada nova informação seja inserida.

 

Participou de um curso, escreveu um artigo, tirou um novo certificado, realizou algo a mais no seu trabalho?

Acesse sua conta e insira a informação.

 

Ao contrário do currículo, cada vez mais enxuto e direto, no LinkedIn é possível inserir todas informações, como trabalhos e resultados em projetos, trabalhos voluntariados, causas que apoia, recomendações, etc.

 

É fundamental também manter os dados de contato atualizados!

 

 

Sobre o título do perfil,  existem duas opções principais:

 

A mais tradicional, com o cargo ou área em que você atua (Engenheiro, Gerente, Analista, etc). Se você busca recolocação, mencione 2 ou 3 objetivos no título e na sequência, insira “Em busca de recolocação”. Assim, você terá como cargo, por exemplo:

“Engenheiro Mecânico  |  Gerente de Projetos  | Em busca de recolocação”

 

 

A mais ampla, usada por muitos profissionais da área de negócios ou com papéis multidisciplinares, onde utilizam-se de uma frase citando sua expertise ou serviço. Por exemplo, a minha. Ao invés de falar meu cargo (coach, treinadora, empreendedora, consultora de negócios, mentora), eu digo que “Ajudo as pessoas a serem mais felizes no trabalho” , que fala sobre a transformação que eu trago para as pessoas, dentro dos meus processos.

 

CLIQUE AQUI e saiba o que fazer para que o seu perfil salte diante dos Recrutadores! 

 

 

 

  1. A foto do perfil

 

 

A foto do perfil no LinkedIn deve ser coerente com a sua função e área de atuação.

Se sua profissão permite informalidade pode inserir uma foto mais descontraída, do contrário, opte pelo tradicional.

 

 

Na dúvida: qual foto sua você usaria em uma apresentação no trabalho?

Poste algo similar. O LinkedIn foi desenvolvido para que você compartilhe informações e conteúdos profissionais, logo a sua foto deve ter o mesmo objetivo.

 

E atenção: Perfil sem foto tem muito mais chance de ser recusado em solicitações de contato e por recrutadores.

 

 

Não esqueça também da foto de capa: você pode elaborar uma imagem, usando um editor de fotos, ou pode escolher uma imagem que represente bem a sua área de atuação.

 

 

  1. Faça um bom resumo

No resumo você tem uma excelente oportunidade para se apresentar, usando até 2 mil caracteres. Como o LinkedIn funciona por algoritmos,  quanto mais palavras-chave você utilizar no texto, mais chance de ser encontrado nas buscas.

 

Um bom resumo é escrito em primeira pessoa (eu sou, eu fiz!)  e contêm 3  etapas:

  • O seu interesse e objetivo – para onde quer ir;
  • Suas realizações, diferenciais e o que já fez até aqui;
  • A base: os conhecimentos e certificados principais.

Faça um resumo mostrando ao mundo quem você é profissionalmente, destaque experiências relevantes e sua contribuição para o sucesso dos projetos e as empresas onde atuou.

 

No resumo existe uma funcionalidade pouco explorada: você pode utilizar hyperlinks e anexar documentos.

 

Aproveite este recurso para inserir vídeos, seu portfólio, o currículo, cartas de recomendação ou fotos. Só não esqueça que tudo deve ser relevante à sua área de atuação e deve estar sempre atualizado.

 

 

  1. Qual o melhor idioma para o perfil? Português ou Inglês?

 Sempre monte o seu perfil no seu idioma nativo, em nosso caso, português.

 

Após completar o seu perfil, o LinkedIn oferece a opção “criar perfil em outro idioma”. Ele vai espelhar todos os dados, com os títulos no idioma selecionado. Você terá apenas o trabalho de traduzir.

Como fazer:

Entre no seu perfil e no canto superior direito clique em “Adicionar perfil em outro idioma”.

Clique e… pronto!

Escolha entre mais de 20 idiomas, aqueles que você precisa.

 

 

O perfil é apresentado conforme a opção de linguagem escolhida pelo usuário.

 

Mas você precisa ter um perfil em outro idioma?

Eu costumo analisar de forma simples: para a vaga / função em que você atua ou para a sua rede de relacionamentos, existe a necessidade de um segundo ou terceiro idioma? Se a resposta for sim, é necessário o perfil em outros idiomas.

Opte pela necessidade real e apenas se o seu domínio do idioma for fluente ou avançado.

 

Não se esqueça de que como a busca acontece por palavras-chave, caso você use uma palavra em português e o recrutador busque em inglês, ou vice-versa,  você não será localizado.

 

 

  1. Personalize a URL (endereço web) do seu perfil

 

Já se deparou com links compartilhados de perfil do LinkedIn cheias de letras e números? A sua é assim?

É bem difícil digitar tudo aquilo! E mais, o perfil não é considerado otimizado (Perfil Campeão) pelo algoritmo do LinkedIn, o que dificulta sua visibilidade de perfil.

 

Mas aqui vem a boa notícia!!!

O LinkedIn permite que você personalize a sua url.

 

Como fazer:

No seu perfil, acesse o painel de edição do perfil  no canto superior direito e clique em

“Editar Perfil Público e URL”

Clique no lápis azul e edite a url do seu perfil para o seu nome e sobrenome ou nome e profissão.

 

Alguns Exemplos:

linkedin.com/in/seunome/

linkedin.com/in/profissãoeseunome/

  1. Interaja 

Interagir é onde a maioria dos usuários falha.

Acabam criando um perfil que com o tempo fica esquecido na rede.

 

Para evitar esse erro, eu divido o item interagir em três pontos principais:

 

Aumentar a rede:

  • Busque pessoas que você conheceu em empregos anteriores, cursos, encontros ou por interesses em comum.
  • Participe de grupos que tenham interações dentro do tema que você definiu ser especialista.
  • Apresente-se para as pessoas que te adicionam, enviando uma mensagem curta e cordial.

 

Compartilhar e ajudar:

  • Peça e dê recomendações de pessoas que trabalharam ou que fizeram negócio com você utilizando um texto interessante e profissional. Peça recomendações também.
  • Compartilhe artigos e notícias inerentes à sua área, contribuindo com a sua visão sobre o tema.
  • Compartilhe vagas da sua região, área de atuação ou que possam ser de interesse da sua rede de contatos.

 

Tudo é valido para manter sua rede de contatos aquecida, desde que seja com o foco em ajudar e de forma ética.

 

CLIQUE AQUI  para entender como o você pode encontrar LEADS qualificados e desenvolver novos negócios no LinkedIn! 

 

 

Acrescentar:

É a sua hora de gerar conteúdo e mostrar domínio nos temas da sua área.

 

Os conteúdos podem ser:

  • Posts curtos, de até 1300 caracteres. Preferencialmente comente assuntos atuais e de fácil leitura.
  • Vídeos curtos, de até 10 minutos.
  • Artigos – textos mais completos, com referências ou opiniões mais aprofundadas. Aqui é possível inserir links, imagens e vídeos, acrescentando outras fontes e ilustrações ao seu conteúdo (inclusive outros materiais produzidos por você).

 

Nos grupos e posts, participe ativamente acrescentando informações novas e relevantes ou abrindo novas discussões e reflexões que agreguem conhecimento.

 

 

 

Estas dicas vão ajudar você a ampliar a sua rede e aumentar a sua visibilidade,  entretanto não se esqueça de 3 regrinhas básicas:

 

 

Cuidado com a ortografia – capriche no português, se possível peça para mais de uma pessoa revisar o seu perfil.

 

Seja honesto – não minta e não tente parecer ser quem você não. Também nunca ofereça algo que não possa cumprir ou com interesses “obscuros”. Trate as pessoas e os negócios com clareza e ética.

 

Cuide da sua imagem – as redes sociais devem refletir sua postura profissional no mundo real. Cuidado com discussões que ultrapassem o limite da cordialidade, brincadeiras ou temas impróprios para o ambiente profissional. Na dúvida, pense: você trataria o tema da mesma forma numa mesa de reunião? 

 

 

 

Além da plataforma principal

 

Para dispositivos móveis, além da rede oficial, o LinkedIn possui mais 5 aplicativos:

  • SlideShare;
  • Groups;
  • Sales Navigator;
  • Job Search;
  • Recruiter.

 

Cada qual com sua funcionalidade e objetivo, sendo que os 2 últimos são os mais importantes para quem deseja encontrar uma vaga.

Lembre-se de preencher o campo “interesses de carreira” , onde você informa quais regiões, cargos e interesses possui.

 

 

Agora é com você!  Faça os ajustes no seu perfil, siga nossa página no LinkedIn e interaja com a gente por lá.

 

 

 

Para ajudar a aprofundar no tema criei um curso 100% online e com investimento acessível onde ensino ponto a ponto:

 

 

Planejar a atuação, construir cada etapa do perfil, criar conteúdos e fazer pesquisas, interagir com a rede da melhor forma e muito mais, de forma bem detalhada.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

 

 

Me acompanhe também pelo LinkedIn:

Lilian Sanches – Perfil LinkedIn

 

 

 

 

E proteja-se dos oportunistas! 

 

Leia este artigo onde eu falo  Sobre Fraudes, Golpes e Oportunistas no LinkedIn – E dicas para se proteger!

 

 

Compartilhe!

Dicas essenciais para o seu currículo

Você tem dúvidas sobre como preencher o seu currículo, se tem informações a mais ou a menos, sobre como disponibilizar as informações e deixar o seu currículo atrativo?

Começando um currículo:

Primeiro, escreva todas as informações de forma estruturada, mas sem se preocupar em formato. O que vale é você não esquecer nada. Na sequência, pegue o modelo de currículo e vá dispondo as informações. Assim tem menos chance de você esquecer de algo relevante. Utilize fontes simples (exemplo: arial, cambria ou verdana no tamanho 11) e insira palavras-chaves. Além de facilitar a visualização, algumas empresas possuem softwares para análise inicial de currículos. Neste caso, serão as palavras-chaves que garantirão que você siga para a próxima fase.

 

 Intentus-Dicas-essenciais-para-o-seu-currículo

Os principais itens de um bom currículo:

 

 

 

 

Dados Pessoais: Nome e Sobrenome, Primeira parte do currículo, deve ser breve. Mencionar a cidade de residência (bairro somente em grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro), dados para contato – seu número de celular, um e-mail e o endereço para o seu LinkedIn.

 

Objetivo: Vou repetir o título deste item: objetivo! Não é para contar história ou pretensões. Em uma ou duas palavras fale o que você quer fazer, qual a sua área de atuação ou cargo pretendido. Você pode atuar em mais de uma área e função? Adeque seu currículo à cada envio, mas nunca generalize.

 

Formação: Em ordem, assim como nas experiências, do mais recente ao mais antigo. Destaque: qual formação possui, onde fez e em que ano terminou. Basta isso. Se você possui ensino técnico, mencione apenas se for relevante para a sua área de atuação. Um bom exemplo são os engenheiros, que possuem uma bagagem extra quando oriundos de formações e experiências técnicas.

 

Idioma: Apenas insira um 2º ou 3º idioma se o seu nível for de intermediário para avançado. Vai no início do currículo se for relevante para a vaga, do contrário pode ser listado no final do documento, junto com cursos.

 

Intentus-Dicas-essenciais-para-o-seu-currículo

 

Principais Realizações / Resultados: Campo para você destacar o que realmente fez a mais, o que fez de diferente nas empresas e cargos por onde passou.

 

 

 

Preferencialmente utilize resultados quantitativos e mensuráveis e somente nos quais você tenha participado diretamente nas conquistas.

Utilize marcadores e tenha de 4 a 8 itens. Se houver muitos, agrupe-os por similaridade ou por empresa. Se houver poucos, não inclua este campo, cite as realizações na própria descrição da experiência.

 

Experiências Profissionais: Cite todas as empresas / cargos, em ordem decrescente, da mais recente para a mais antigo. É necessário ter: nome da empresa, período inicial e final, cargo exercido. Não é necessário citar todas as atividades realizadas, mas quando o cargo é muito amplo, é bom citar ao menos as principais. Evite redundâncias e atividades muito corriqueiras.

 

Quando houver um período grande numa única empresa, mencione no topo: nome da empresa, período inicial e final total e o último cargo. Na sequência, desmembre por períodos, cargos e atividades desempenhadas.

 

Cursos e Outras Informações: Mencione todos os cursos relevantes para seu objetivo profissional. Outras informações relevantes são aquelas ligadas a premiações, trabalhos voluntariados, estudos e publicações e disponibilidade para mudança e/ou viagens.

Não mencione principais características e comportamentos, isso será abordado na entrevista.

 

 

Dois últimos cuidados que você deve ter:

 

Seja objetivo: Se você for capacitado ou tiver interesse em múltiplas funções, será preciso elaborar um currículo específico para cada vaga / função desejada.

O conteúdo deve ser claro e objetivo, porém tem que demonstrar toda a sua experiência, conhecimentos e realizações.  Um bom currículo tem no máximo 2 páginas!

 

Linguagem e Gramática: Erros aqui podem indicar falta de atenção e despreparo. Sempre peça para que outra pessoa revise o currículo antes de enviá-lo.

 

 

Seguindo todos estes passos, seu currículo já estará bem apresentado.

Daqui pra frente o cuidado que você deve ter é sobre como está “recheando” o seu currículo: congruência entre estudos e experiências, atualização, estruturação da carreira. Um bom planejamento e o coaching de carreira podem te ajudar.

 

Este outro artigo pode te interessar, sobre o perfil do LinkedIn:

https://www.intentus.com.br/importancia-do-linkedin-e-5-dicas-bombasticas-para-o-seu-perfil/

 

Dê uma olhada em nossos artigos e materiais do site. Tem muitos materiais gratuitos que podem te ajudar!

 

Sucesso!

 

Compartilhe!

Sobre Fraudes, Golpes e Oportunistas no LinkedIn – E dicas para se proteger!

O LinkedIn é uma ferramenta fantástica para o mundo dos negócios, seja para o profissional ou para a empresa que o utiliza.

Através desta rede fortalecemos nossa marca e imagem, fazemos excelentes contatos e parcerias.

Mas como toda rede social que cresce, vários oportunistas entram e percebem aqui um terreno fértil para aplicar golpes e tirar proveito de pessoas que estão ansiosas atrás de uma oportunidade.

Somente nesta semana acompanhei mais de 5 situações e por isso resolvi escrever este artigo, como forma de alerta para os usuários novos ou menos avisados – mas atente-se que até os mais experientes acabam caindo de vez em quando!

Primeiro Caso:

Comigo! No caso, mais especificamente, com a empresa Intentus. Estranhamos quando apareceu mais um funcionário em nosso time – e pasmem – Diretor, direto da Austrália! – Perfil privado, não conseguimos acesso mesmo tendo conta Premium.

 

Por sermos um time pequeno, conseguimos rapidamente identificar o “intruso”.

Agora imaginem empresas com mil, dez mil funcionários… dezenas de fantasmas podem estar infiltrados, usando o nome da organização.E este uso pode ser um descuido – acontece de você digitar o nome de uma empresa, aparecerem opções e você clicar na empresa errada com o nome parecido – mas também pode ser que a pessoa tenha se infiltrado para usar o nome da empresa e aplicar golpes por aí. Esteja atento.

No caso de contatos, propostas ou promessas duvidosas – com pagamentos ou vantagens diferentes do que o mercado oferece – certifique-se! Entre em contato direto com a empresa, cheque se aquela pessoa realmente faz parte do quadro de funcionários e se as práticas da empresas são as ofertadas. E depois disso, a definição e o risco são seus!

Segundo Caso:

Diretamente ligado ao primeiro, uso falso de empresa / cargo. Um conhecido me mandou um e-mail com uma mega proposta que recebeu de uma empresa do Reino Unido, a potência Shell. Ótima proposta e oportunidade de carreira internacional.

 

Tudo excelente se não fosse fraude.

Pouco tempo depois, recebeu um e-mail do próprio LinkedIn – que sim, busca eliminar estes casos.

 

Pesquisa rápida pelo e-mail, nome da pessoa e no site da companhia e claramente constatado: fraude. No próprio site da empresa existe um alerta sobre fraudes envolvendo o nome da empresa para falsas promessas de contratação de expatriados.

http://www.shell.com/fraud-and-scam-alert.html

E você pode estar afirmando: eu não cairia nessa! A princípio saiba: cairia sim!

Nossa expectativa e emoção nos cega, mesmo que momentaneamente.

Nos empolgamos com a possibilidade de uma mudança de vida, com a promessa de algo muito bom e somente depois desta excitação que vamos checar de fato o que foi – e de que forma – nos foi oferecido.

 

Terceiro Caso:

Aqui não é uma fraude, em geral é uma proposta verídica. Faço apenas um alerta quanto ao tipo de promessa quando citam ganhos fáceis e rápidos. Vejo muitos post de vagas para trabalhar em multinacional, meio período, em home office e com ganhos acima de 4 mil reais (quando não falam em dólares).

Na maior parte das vezes trata-se de formação de grupos e de vendas em Marketing Multi Nível (MMN) – não tenho nada contra o modelo de negócio, pelo contrário, conheço pessoas que vem fazendo um trabalho fantástico e ganhando um bom dinheiro, de forma íntegra e honesta.

 

O único alerta aqui é: antes de responder SIM, analise se o que você realmente quer é mudar de carreira e se dedicar integralmente ao negócio.

 

Porque você não vai atuar na sua área, vai ter que se desafiar a desenvolver novas habilidades e trabalhar muito se quiser resultados.

 

Outra situação que incluo aqui é quanto a pedidos de e-mail e de telefone em troca de listas, arquivos, etc. A grande parte destes pedidos servem apenas para gerar listas de tráfego para marketing digital. Ou seja, em breve você estará em diversas listas, recebendo vários e-mails sem nunca ter solicitado nada. Existem formas corretas para empresas e profissionais fazerem a criação de leads, como ter uma página na web para você se cadastrar e então receber o seu brinde virtual, sem exposição.

Quarto Caso:

Divulgação de cases de sucesso aliados a uma proposta comercial. Existe muita gente boa, profissional e fazendo um bom trabalho, ajudando realmente as pessoas e cobrando por isso – o que é justo! Mas nesta leva entram oportunistas, fazendo promessas de emprego, revisão de currículo, oportunidades em processo seletivo por preços e condições medonhas.

Analise o trabalho do profissional, peça referências e garantias. Se você paga por algo e o risco é único e exclusivamente seu, você acha justo?

Fique Atento!

Não existe mágica e nem milagre. Se alguém te oferecer algo muito acima da média, desconfie!

Pesquise, vá atrás de mais informações e somente feche negócio com o que realmente agregue para você.

 

 

E se você quer saber como ter um perfil top e fazer negócios no Linkedin, leia ESTE ARTIGO

 

Compartilhe!