Treinamento de Liderança: Passo a passo e material

Muitas empresas passam pelo mesmo desafio: desenvolver líderes.

Não por acaso, este é o tema recorrente das pesquisas sobre tendências e desafios em capital humano.

Dos 5 itens listados pela Gartner como prioridades para a agenda de RH, 5 tem total ligação com o papel do líder:

Garner Prioridades RH 2022

Novas habilidades são necessárias para liderar num ambiente complexo, com diferentes gerações, muitos conflitos e mudanças.

Os líderes sentem a pressão entre entregas de curto prazo, melhoria na eficiência e engajamento do time, seja em ambientes presenciais, híbridos ou remotos (o que por si só também é um desafio, liderar em diferentes modelos de trabalho).

Por isso, cabe às empresas criarem programas contínuos de desenvolvimento aos líderes e times, com acesso a ferramentas, teorias, trocas entre os participantes e suporte, seja de coaching, mentoria ou do próprio RH.

Treinamento de Liderança: como fazer?

Neste artigo iremos mostrar o passo a passo para que sua empresa coloque um programa de desenvolvimento de líderes em ação. Mas antes:

Você sabe qual é a diferença entre Treinamento e Desenvolvimento?

De forma simplista: treinamento é a ação de transferir determinado conhecimento através do repasse de informações, teorias, práticas e modelos. Normalmente vemos empresas que fazem o treinamento em um dia, ou em um final de semana, e esperam que as pessoas sigam aplicando os novos conceitos, gerando uma transformação.

Porém, sabemos que nem sempre o treinamento é efetivo, ainda mais para mudanças comportamentais.

Por isso, entram as ações de desenvolvimento, dentre as quais o treinamento é uma parte. Um programa de treinamento envolve diversas experiências possíveis além do treinamento, como leituras de livros, grupos de discussões temáticos, implantação de projetos “on the job”, mentoria, coaching e muito mais.

Criamos um Manual para Elaboração de Programas de Desenvolvimento: Baixe o seu clicando aqui , é gratuito e super completo.

Também é importante entender que muitas mudanças ocorreram no cenário de treinamento e desenvolvimento e não apenas nas modalidades. Hoje temos treinamento presenciais, online síncrono / assíncrono ou híbridos, mas também temos o uso de diversas técnicas e metodologias que facilitam o aprendizado e melhoram a experiência do aluno.

 

 

Confira neste vídeo algumas mudanças: 

Passo 1 – Qual é o objetivo do treinamento de liderança?

Aqui na Intentus utilizamos a metodologia 6Ds na elaboração da maioria dos programas. As seis disciplinas consistem em uma metodologia amplamente apoiada por pesquisas e estudos de caso para valorizar as iniciativas de T&D nas empresas e conseguir mensurar e mostrar resultados reais.

Por isso, antes de pensar no conteúdo, começamos com a seguinte análise: Quais resultados a empresa espera obter com o treinamento? E como iremos mensurar?

Vamos lá: A empresa pode ter como objetivo aumentar as vendas, reduzir turnover, melhorar ambiente e engajamento. Estes podem ser os objetivos do programa: Desenvolver nos líderes competências e dar ferramentas para que eles tragam estes resultados para o negócio.

Como? Através das trilhas e experiências de aprendizagem, que falaremos logo mais a frente.

Passo 2 – Quem irá participar e o que eles esperam?

Antes de construir o conteúdo do treinamento de liderança em si é importante conhecer os participantes.

Algumas perguntas simples precisam ser respondidas como: quantidade de participantes, tempo disponível, nível de conhecimento sobre os assuntos, habilidades tecnológicas, nível educacional (para alinhamento das abordagens), etc.

Uma ferramenta que pode ajudar neste processo é o Mapa de Empatia. Através dele, mapeamos as necessidades, dores, dificuldades e demais aspecto que irão influenciar o participante de forma positiva ou negativa, ao participar do treinamento.

Outra ferramenta importante é o Levantamento de Necessidade de Treinamento, documento no qual você irá mapear as dificuldades e competências dos participantes.

Preparamos um modelo pronto para você baixar e usar, clique aqui e garanta o seu. 

Um conceito importante para quem irá aplicar treinamentos é o Pipeline de Liderança, de Ram Charam.

No livro, o autor cita que líderes possuem diferentes níveis e em cada um deles existem diferentes necessidades de desenvolvimento, a começar pelos potenciais líderes, ainda sem time, mas que podem começar seu desenvolvimento em autogestão: gestão do tempo, das emoções, das relações e da geração de resultados Leia aqui um artigo sobre o tema. 

Passo 3 – Definir os objetivos de aprendizagem

Diferente dos objetivos de negócio, os objetivos de aprendizagem referem-se aos conceitos que os participantes precisam conhecer para obter os resultados. Parece complexo? Pois não é.

Num treinamento de liderança com objetivo de aumentar as vendas, por exemplo, mapeamos junto aos líderes dificuldade para: motivar o time, definir metas, ter tempo para acompanhar as vendas. Logo, os objetivos de aprendizagem serão:

  • Entendimento sobre motivadores e necessidades dos indivíduos;
  • Formação de times multidisciplinares
  • Definição de Metas, indicadores e acompanhamento
  • Delegação
  • Gestão do tempo e prioridades

São estes 5 itens que iremos trabalhar no treinamento de liderança para que eles conquistem o resultado de aumentar as vendas.

Por isso, é importante entender o que levará as pessoas a conquistar os resultados do negócio. Os objetivos de aprendizagem serão o caminho que levará ao destino final.

Passo 4 – Criar as trilhas e experiências de aprendizagem

Existem diversos modelos de trilhas de aprendizagem, que são os caminhos percorridos pelos participantes para o entendimento do conteúdo, conscientização e aplicação. Podemos ter trilhas lineares, cruzadas, interligadas, etc.

Uma trilha de Delegação, por exemplo, pode abordar assuntos como: estilo de liderança, técnicas de delegação, níveis de autonomia do time, etc.

Já as experiências de aprendizagem referem-se às ações que trarão engajamento, envolvimento, participação e satisfação do aluno durante todo o programa. Do convite à plataforma ou local escolhido para um treinamento online, passando pelas atividades, tudo refere-se às experiências.

Passo 5 – Design Instrucional e objetos de aprendizagem

O design instrucional é a arquitetura do programa, o desenho detalhado de como ele será realizado. Esta é a fase na qual iremos construir os objetos de aprendizagem, que são as aulas, apostilas, vídeos, fazer curadoria de materiais complementares, definir atividades e exercícios.

Nesta fase também desenhamos as metodologias de acompanhamento e avaliação do projeto. Podemos avaliar a reação ao treinamento (se e o que gostaram, atendimento às expectativas, etc), mas também devemos avaliar a aplicação efetiva, o uso das ferramentas e conceitos, as mudanças realizadas, bem como a mensuração indireta: satisfação da equipe, entregas e resultados da área, etc.

Em nossa Formação em T&D ensinamos todos estes passos de forma detalhada e com modelos prontos para uso, além das mentorias mensais ao vivo – Saiba mais e inscreva-se. 

Passo 6 – Acompanhar, ajustar e dar suporte

Dificuldades irão ocorrer e várias coisas sairão diferente do planejado, tanto para você, na aplicação, quanto para os participantes. Por isso, é importante acompanhar o projeto, a execução em si, mas também os participantes, para ir ajustando o projeto durante a execução. Muitas vezes prevemos atividades os conteúdos que no final não serão tão eficazes, por isso é importante receber os feedbacks e ajustar o projeto.

Também é importante acompanhar os participantes para ajudá-los na aplicação: lembretes, encontros em subgrupos, reuniões temáticas, questionário online, etc. Existem várias formas de entender e empatizar com o participante, afinal, o treinamento existe para ele.

Passo 7 – Tenha parceiros

É possível o RH fazer todo o projeto? Sim! Seja pela falta de orçamento ou necessidade de estar próximo dos funcionários, participando ativamente do desenvolvimento, muitos profissionais de RH implantam o projeto completo.

Porém, quando possível, tenha uma consultoria parceira para ajudar a construir, implantar e acompanhar o projeto. O importante é escolher uma empresa que entenda sobre seu universo e que customize os conteúdos e atividades para que a experiências dos participantes e resultados gerados sejam bons para todos!

Quer saber como podemos apoiar sua empresa nos programas de treinamento? Baixe nosso portfólio e conheça nossas soluções para empresas. 

Não tenha medo de começar! Elabore seu projeto e comece agora mesmo a desenvolver os líderes e times da sua empresa.

Quer conhecer mais sobre o tema? Assista esta aula que foi ao ar em Novembro: 

Leia mais...