Como falar sobre pretensão salarial?

O que é linkedin e como usá-lo pra fazer negocios

Você sabe qual o momento certo de falar sobre pretensão salarial e como definir a sua?

A maior parte das empresas, ao abrir uma vaga, já possui o valor que deseja pagar pelo profissional que irá contratar.

 

A pergunta sobre pretensão salarial é exatamente para constatar se o candidato se adequa ao valor e se irá sentir-se motivado a trabalhar em troca de tal remuneração.

Trazer um candidato com valor superior ao previsto da vaga pode gerar desequilíbrio interno na empresa – profissionais com mais tempo de empresa podem se sentir desprestigiados, a empresa ou setor pode ter um custo orçamentário não previsto, e pelo lado do novo integrante, o medo das empresas é investir em alguém que continuará em busca de algo melhor, que não irá ficar confortável com um valor abaixo do que pretendia – e que muitas vezes aceita o emprego de forma transitória.

 

Se você tem dúvidas sobre este tema (assim como muita gente!), preparei algumas dicas sobre o assunto:

 

Quando os anúncios de vagas pedem pretensão salarial, é essencial ter esta informação no currículo?

 

Quando nos deparamos com anúncios de vagas a grande dúvida é saber como falar sobre pretensão salarial de maneira adequada e sincera. Sempre mencione a pretensão, quando solicitado. Não precisa informar um valor específico, pode mencionar um valor aproximado, como por exemplo: “entre R$ 2.000 e R$ 3.000, negociável de acordo com o pacote de benefícios”.

Nem só de salário se compõe a remuneração, por isso é importante considerar essa variação.

 

 

Ilustração sobre como falar de pretensão salarial

 

O mesmo vale ao responder entrevista presencial se questionado sobre a pretensão salarial. Sempre que possível, seja franco quanto espera ser remunerado pela função pretendida.

 

O que define a pretensão salarial?

 

Leva em consideração vários fatores: localização geográfica, tipo de negócio e tamanho da empresa, tempo de experiência do profissional, nível hierárquico e de responsabilidade da vaga são algumas delas.

 

Um profissional mais sênior, numa empresa pequena, pode ganhar menos do que um profissional júnior numa grande empresa. Tudo deve ser analisado.

 

Se logo no meu currículo a pretensão estiver acima do que eles pretendem pagar, eu já serei excluído?

 

Se existir apenas uma vaga e o valor pedido for muito acima, são altas as chances de ser eliminado apenas pela informação.

 

Mas se o profissional tiver um histórico e formação interessante para a empresa, poderá ser considerado para outras oportunidades, permanecendo num banco de dados ou sendo chamado para entrevista nos casos em que há oportunidade de entrar para a vaga de menor salário com possibilidade de crescimento a curto prazo (mantendo assim a motivação do candidato pela vaga).

 

Também pode ocorrer, em raros casos, uma contraproposta mesmo que abaixo do valor pretendido pelo candidato caso a empresa julgue interessante e de acordo com o nível de interesse pela qualificação.

Nessa contraproposta pode envolver outros benefícios ou até plano de carreira, por exemplo.

 

Dar uma pretensão salarial muito baixa é ruim?

 

Cada um deve saber até onde vai seu poder de negociação, não existem limites e não tem problema em reduzir salário, inclusive é uma realidade no mercado atual.

 

Muitos profissionais tinham um alto salário pelo tempo de empresa ou aquecimento de mercado. Com a crise econômica e o alto desemprego do país, as médias salariais baixaram consideravelmente.

 

Se adequar a nova realidade faz parte do processo de recolocação. O que o profissional deve analisar é que uma vez que ele regrida na remuneração, não será simples ou rápido ter a elevação salarial se ela for muito grande, pode levar tempo.

 

Como pesquisar por salários equivalentes ao meu cargo e experiência?

 

Uma boa dica é pesquisar no segmento que você ou a empresa que pretende contratar atua qual é a média salarial para o cargo pretendido, lembrando que os valores podem variar de um estado para o outro.

É importante analisar o ambiente: estar atento ao mercado da sua região, acompanhar as vagas e analisar o volume de ofertas x demandas.

 

Também existem sites que realizam pesquisas salariais (Love Monday, Hays) e outros, como o Vagas.com, que disponibilizam uma média salarial pública, que pode ser consultada.

 

Atente-se apenas que em geral as pesquisas e tabelas podem não considerar a realidade da sua região, então se faz necessário a primeira análise citada (ambiente), de qualquer forma.

 

 

 

Se eu quero ganhar mais do que eu ganho hoje para mudar de emprego, quanto eu devo pedir?

 

Muitas pessoas que estão empregadas e buscam uma nova recolocação colocam percentuais em torno de 10 a 20% acima do que ganham como pretensão na busca do novo emprego.

 

Eu acho isso um erro, pois crescimento profissional e busca de um novo emprego não deve ser feito com base apenas em percentual de aumento salarial imediato, outros fatores devem ser levados em consideração, como ambiente de trabalho, benefícios como um todo, possibilidades de crescimento e desenvolvimento profissional, qualidade de vida, etc.

 

Muitas vezes a troca ocorre por um salário igual ou até mesmo inferior, mas os ganhos indiretos são muito mais vantajosos.

 

De qualquer forma, também vale a pesquisa e análise de mercado.

 

E se você deseja ajuda para saber qual o melhor momento para mudar de emprego ou até profissão, saiba aqui como podemos contribuir.

 

 

Cultura e ambiente empresarial devem ser levados em consideração para definir o salário?

 

Nem sempre um profissional com um bom salário se sente realizado e feliz onde está.

 

É cada vez mais comum as pessoas deixarem um bom emprego com um excelente salário, para irem atrás de trabalhos em empresas onde se sintam mais realizadas e tenham valores pessoais alinhados.

 

O tempo despendido ao trabalho é cada vez maior, as pessoas já não enxergam a aposentadoria como um fim de carreira, e por isso estar num ambiente onde se sintam bem faz diferença para essa longevidade e bem estar profissional.

 

Ilustração sobre quanto pretende de salário

 

Benefícios precisam entrar nesta pretensão?

Sim, benefícios fazem toda diferença.

 

Existem empresa que concedem benefícios com auxilio a estudo, cursos de idiomas, previdência privada, auxilio em despesas como combustível e moradia.

 

 

Quando somados, estes benefícios diminuem as despesas que a pessoa teria que arcar com o salário, que pode acabar sendo menor do que em uma empresa com menos benefícios, mas no final, entre entradas e saídas, a conta do orçamento doméstico fecha mais positiva.

 

Se existe algum benefício que seja indispensável para você, é importante que ele seja mencionado. Do contrário, vale perguntar quais benefícios a empresa oferece.

 

Quais são os principais erros cometidos pelos candidatos?

  • mencionar a pretensão no currículo, sem ela ter sido solicitada;
  • ter uma pretensão salarial incompatível com o mercado atual, baseada em experiência passadas e sem pesquisa e adequação recente;
  • preocupação com o salário bruto, sem análise dos demais itens que compõe a remuneração e sem analisar o possível desenvolvimento de carreira;
  • comparar a remuneração sua com profissionais formados na mesma época e graduação, mas com carreiras conduzidas de forma totalmente diferente.

 

 

E se você errou e por isso foi demitido no último emprego, como falar sobre isso na entrevista?   – Aqui eu falo sobre isso:

 

Erro no trabalho: você sabe o que fazer caso cometa um?

 

 

Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente!

 

 

 

Lilian Sanches  – Coach Especialista em Carreira

**

Se você procura coaching para sua carreira, treinamentos, mentoria ou consultoria, conte conosco. Atendimento online para todo Brasil. Atendimento presencial em São José dos Campos, Vale do Paraíba e São Paulo.

 

 

Compartilhe!